Esqueci minha senha

Como Escrever seu caso

Seu caso pode abrir caminho para milhares de pessoas e instituições

Ao escrever o seu relato, lembre-se que a narrativa precisa “prender” a atenção do leitor. Por isso, deve transmitir emoção. A história deve ser real e verdadeira, pois na fase de avaliação as informações serão conferidas. É desejável destacar valores positivos, que possam incentivar outras instituições e pessoas, tais como: iniciativa, visão de futuro, pensamento sistêmico, aprendizado, inovação, valorização das pessoas, planejamento, estabelecimento de metas, busca de informações e oportunidades e os resultados alcançados. Caso algumas destas características estejam presentes no seu caminho, destaque-as em sua narrativa.

Introdução

Fale onde o Caso acontece - em que Instituição é realizado (se é pública ou privada, quando foi aberta, número de alunos antes da adoção da medida e atualmente) -, bem como sobre qual o contexto econômico, social e cultural no qual ela está inserida. Deve citar quem é o idealizador, ou idealizadores da ação, realizadores ou equipe responsável por sua implementação; Descreva o que está sendo feito para promover características ou competências empreendedoras (conhecimentos, habilidades ou atitudes) entre os alunos, informando o tipo de ação sendo realizada (atividade, curso, programa, projeto, etc.), para quem é dirigida (faixa etária, nível educacional), quando ela foi implementada e quais recursos são utilizados ou mobilizados;

Execução da ação

Informe como ação é realizada, respondendo a todas as questões pertinentes ou aplicáveis a ela, listadas abaixo. As ações podem contribuir para o fortalecimento de conhecimentos, comportamentos ou uma atitude empreendedora entre os alunos, seja ela aplicada à criação ou expansão de um negócio, à realização de uma atividade de cunho social ou ao desenvolvimento pessoal. Não é necessário responder a todas elas. No entanto, quanto maior o número de questões que puderem ser respondidas, maior será a pontuação obtida com o relato do Caso:

  • Relate se a ação partiu de problema ou dificuldade observada pelo idealizador/equipe que estava sendo enfrentada na instituição (evasão de alunos, baixo engajamento etc.), ou se de uma oportunidade detectada para expandir seus negócios, produtos ou serviços, atuação na comunidade etc. (busca de oportunidades e iniciativa)
  • Cite as eventuais dificuldades e obstáculos para colocar a ação em prática ou para mantê-la vigente e as medidas ou estratégias adotadas pelo idealizador/equipe para superá-las; (persistência)
  • Informe se houve interrupções desde a implantação da ação, seus motivos e quais medidas, sacrifícios, ou esforços pessoais extraordinários foram realizados pelo idealizador/equipe para dar continuidade a ela; (comprometimento)
  • Quais medidas foram tomadas para fazer melhor ou diferente, ou tomadas a partir da análise dos resultados da ação pelo idealizador/equipe para assegurar a satisfação dos alunos ou de demais partes envolvidas ou beneficiadas, e para melhorar a forma como ela é conduzida (exigência de qualidade e eficiência)
  • Quais cuidados ou precauções foram tomados pelo idealizador/equipe para assegurar que a ação fosse viável, não causasse prejuízos ou danos à imagem da instituição, ou que considerou as alternativas que minimizassem riscos e garantisse que ela desse certo desde seu início e ao longo do tempo (correr riscos calculados)
  • Fale sobre os objetivos ou resultados imaginados no início da ação pelo idealizador/equipe e os que ainda se deseja atingir com ela (estabelecimento de metas)
  • Quais informações de mercado, da comunidade ou de outras instituições afins, concorrentes ou de fomento ao empreendedorismo são consultadas e monitoradas pelo idealizador/equipe para realizar eventuais ajustes na ação (busca de informações)
  • Fale sobre as tarefas que precisam ser realizadas ou exigências a serem cumpridas regularmente pelo idealizador/equipe para assegurar a continuidade da ação, bem como o número de pessoas da instituição, de alunos, ou da comunidade envolvidas e beneficiadas com ela desde sua implementação ou ao longo dela; (planejamento e monitoramento sistemáticos)
  • Informe se há outros parceiros na ação, descrevendo o papel e a responsabilidade de cada um deles para que ela aconteça e o que foi feito pelo idealizador/equipe para atraí-los e que estratégias são utilizadas para assegurar o engajamento de cada um deles; (persuasão e rede de contatos)
  • Descreva de que forma a ação se destaca diante das de outras instituições e pode servir de exemplo ou inspirar outras instituições de ensino a criar ou ajustar suas ações, qual é a mensagem do idealizador/equipe, ou lições aprendidas, na promoção de uma educação empreendedora (independência e autoconfiança)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, possibilita aos alunos: enfrentar situações-problema, dificuldades pessoais, corporativas, ou da comunidade; desenvolver-se como empreendedores; identificar maneiras de se desenvolver como indivíduos ou cidadãos; aproveitar oportunidades detectadas no entorno para expandir ou reestruturar negócios; criar novos negócios, produtos ou serviços; realizar serviços comunitários, em que tenham que demostrar iniciativa ou realizar esforços na busca de oportunidades (de mercado, corporativa ou social) (busca de oportunidades e iniciativa)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, expõe os alunos a situações em que tenham que se deparar com dificuldades e obstáculos, ou encontrar oportunidades na comunidade, no mercado ou em organizações, para que possam demonstrar ou colocar em prática características como: iniciativa, criatividade, pensamento crítico, capacidade de solucionar problemas, resiliência, etc., e superar os desafios ou achar soluções mesmo diante de adversidades; (persistência)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, envolve tarefas para resolver as situações-problema, desafios, ou tirar proveito de oportunidades existentes, que exigem que os alunos dispendam esforços extraordinários, esmerarem-se ou realizem sacrifícios pessoais para concretizar as atividades necessárias, seguir participando para assegurar que os problemas e desafios sejam resolvidos, ou para que as oportunidades sejam aproveitadas; (comprometimento)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, leva os alunos a buscarem fazer diferente, fazer melhor, exceder padrões de excelência, estabelecer procedimentos de trabalho, buscar mais eficiência, melhor desempenho ou produtividade nas tarefas necessárias para a solução de problemas ou desafios, ou a aproveitar uma oportunidade existente na comunidade, no mercado ou em uma organização (exigência de qualidade e eficiência)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, ao lidar com situações-problema, dificuldades ou com oportunidades para criar negócios, produtos ou serviços, permite que os alunos vivenciem momentos em que tenham que avaliar alternativas, medir riscos, estabelecer cuidados ou precauções para que as soluções encontradas para realizar o que precisa ser feito dê certo do início ao fim (correr riscos calculados)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, estimula os alunos a definir objetivos ou metas no estabelecimento das atividades necessárias para a solução de problemas, a enfrentar os desafios e dificuldades ou para o aproveitamento de oportunidades de negócios, corporativas ou sociais encontradas (estabelecimento de metas)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, encoraja os alunos a: buscar mais informações, realizar uma investigação mais aprofundada sobre o assunto, conhecer a opinião ou parecer de especialistas ou profissionais que possam contribuir para a proposição de soluções para as situações-problema, desafios e dificuldades, ou para um melhor aproveitamento de oportunidades existentes na comunidade, no mercado ou em uma organização (busca de informações)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, faz com que os alunos exerçam atividades de planejamento e monitoramento dos resultados para assegurar a efetividade, regularidade ou continuidade da solução da encontrada para os problemas, superação dos desafios e dificuldades, ou aproveitamento das oportunidades existentes na comunidade, no mercado ou em uma corporação; (planejamento e monitoramento sistemáticos)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, leva os alunos a expandirem suas redes de contatos ou buscarem parceiros, desenvolverem estratégias para atraí-los, engajá-los ou para mantê-los atuantes e comprometidos com a proposição de soluções para situações-problema e desafios sendo enfrentados ou para aproveitar as oportunidades detectadas; (persuasão e rede de contatos)
  • Como a ação, ou atividades associadas a ela, permite que os alunos expressem sua autonomia, autoconfiança ou capacidade para lidar com diferença de opiniões, superar desafios, fazer coisas difíceis, etc., ao realizar as tarefas necessárias para enfrentar as situações relacionadas a ação ou aproveitar as oportunidades identificadas (independência e autoconfiança)